Dicas de como e onde procurar emprego, de como reagir às perguntas difíceis nas entrevistas e de como acrescentar formação ao seu currículo sem lhe rebentar com o orçamento!

19
Ago 11

Esta semana, excepcionalmente, não haverá resposta a Perguntas dos Leitores por motivo de férias!

 

Voltamos para a semana com uma nova pergunta.

publicado por criatividade-em-movimento às 12:57

05
Ago 11

Tenho lido em alguns sites de emprego que sempre que nos candidatamos a uma vaga devemos fazer uma carta única para aquela empresa. É mesmo assim? Respondo a imensos anúncios por semana e se fizer uma carta para cada um perco imenso tempo.

B.L.

 

A norma diz que devemos não só fazer uma carta de apresentação personalizada como um currículo também! Mas temos de ser honestos e dizer que com o actual estado do mercado de trabalho é complicado fazer isso para cada uma das candidaturas que enviamos.

 

Então como fazer a personalização sem tornar a tarefa de procura de novo emprego um trabalho de 40 horas semanais?

 

Em primeiro lugar temos de ter em atenção que nem toda a gente que procura emprego está desempregado! E quem está no activo não dispõe de um dia inteiro para procurar anúncios, responder de forma personalizada e tudo o resto. Por outro lado, quem está desempregado também não tem o dia inteiro disponível pois, em muitos casos, aproveita o tempo extra que tem para fazer coisas que não conseguiria fazer se estivesse a trabalhar. Portanto, na minha honesta opinião, fazer um currículo e uma carta de apresentação para cada anúncio que respondemos é no mínimo uma perda de tempo.

 

Então quando devemos fazer?

 

Penso que currículo e carta completamente personalizadas devem ser feitos quando estamos a enviar uma candidatura espontânea a uma empresa onde gostaríamos de trabalhar. Se tiraram tempo a investigar a empresa e a pensar o quanto gostaria de trabalhar lá devem mostrar isso logo na primeira abordagem à empresa. Fazer um currículo em que mostrem o quanto já fizeram que pode ser útil àquela empresa é um bom passaporte para uma entrevista. Além disso, neste caso a carta de apresentação deve ser antes uma carta de motivação! Por outras palavras, devem dizer ao recrutador porque vos deve chamar para uma entrevista!

 

E para quem responde a muitos anúncios?

 

Eu já aqui disse que devemos sempre ler com muita atenção os anúncios antes de os responder. Isto porque muitas vezes temos informação "escondida" no anúncio.Sempre que possível pesquisem a empresa antes de responder ao anúncio. Isso pode vos dar uma vantagem logo à partida.

 

Então suponhamos que a empresa a que se vai candidatar tem as suas instalações próximo da região onde vive ou até no mesmo concelho. Na carta de apresentação deverá focar isso. Normalmente, as empresas dão preferência a pessoas que residam perto das suas instalações pois perdem menos tempo nas deslocações, e por consequência, têm menos desculpas para chegarem atrasados por causa do trânsito ou dos transportes!

 

Há ainda a área para a qual estão a fazer a candidatura. Se é uma área onde têm trabalhado sempre é bom focar isso na carta de apresentação. Nada muito alongado! Três a quatro linhas são suficientes! Se nunca trabalharam na área pretendida exponham a vossa motivação e o motivo porque querem mudar de área. Isto é muito importante pois se não o fizerem há um grande risco de o vosso currículo não ser sequer lido!

 

Podem ter uma carta tipo que enviam para todos os anúncios e depois alteram pequenos pontos conforme o anúncio a que estão a responder. No caso de respostas a anúncios demasiado genéricos como acontece por vezes com os das empresas de trabalho temporário, podem enviar a carta tipo sem personalização. Se não conseguem obter informação não façam milagres.

 

Por isso, a minha sugestão é que façam um currículo apelativo e honesto e a carta de apresentação deverá ser moldada a cada caso em concreto.

 

Agora um alerta, é verdade que muitas das cartas de apresentação não são lidas mas... quando são podem fazer toda a diferença! Querem correr esse risco?

 

Se tiver mais dúvidas pode enviar um e-mail para o endereço de sempre criatividade.movimento [arroba]gmail.com

publicado por criatividade-em-movimento às 13:15

29
Jul 11

Estou desempregada à aproximadamente dois anos, desde que nasceu o meu filho.  Sei que trabalhar na minha area de licenciatura agora é muito complicado porque nao tenho experiencia de trabalho  mas na area das vendas ja possuo alguma (praticamente trabalhei sempre nisso). no entanto nem sequer me chamam para uma entrevista! Nao sei se é por causa da minha idade (35 anos, nao sou velha nem nova!!) ou pelo facto de ter uma licenciatura e estar a candidatar-me para trabalhos que requerem menos habilitaçoes. neste momento começo a considerar a hipotese de tirar a licenciatura do curriculo para ver se tenho mais hipoteses
Por isso, quando vi o ultimo post resolvi escrever a pedir a sua opiniao. Gostaria que visse o curriculo que estou a entregar neste momento e me desse a sua opiniao ou alguma sugestao.  Nao sou muito adepta dos curriculos que se usam agora, o tal "europeu"! Acho que um curriculo diferente chama mais a atençao, apesar de isso nao estar a resultar comigo... por isso resolvi pedir a sua opiniao.

H. B.

 

Vamos por partes porque são várias as questões que aqui podemos abordar!

 

Nunca ter trabalhado na área da licenciatura obtida

Já pensou nos Estágios Profissionais para Licenciados? Uma vez que nunca trabalhou nesta área é uma opção a considerar. Recomendo que visite o Centro de Emprego da área de residência para saber se poderá se qualificar para tal. Se sim, sempre que se candidatar a uma vaga mencione que é candidata a esse programa de forma a incentivar o empregador a solicitar-lhe uma entrevista.

 

Candidatura a vagas que exigem menores qualificações

Se pensa que a licenciatura a está a atrapalhar no processo de encontrar um novo emprego deve tentar retirá-la sim. Mas o melhor é mesmo ter duas versões do currículo: uma com licenciatura e outra sem. Assim vai analizando os anúncios e envia uma ou outra conforme achar que vão dar valor ao esforço que implica tirar uma licenciatura ou não.

 

Tempo de inactividade

No mail não esclarece se nos últimos 2 anos fez alguma actividade além de cuidar do filhote. Fez voluntáriado? Alguma acção de formação por mais curta que seja? Um emprego muito temporário? Algum Programa Ocupacional promovido pelo IEFP? Se não esteve completamente parada coloque esses dados no currículo. Se esteve é melhor começar a pensar em deixar de estar porque a inactividade desmotiva os recrutadores.

 

Curriculo Europeu: sim ou não?

Eu voto pelo sim! Para quem está a recrutar é de leitura muito mais fácil e simples e também permite comparar candidatos de uma forma mais simples. Os restantes tipos de currículo penso que serão mais adequados a funções de maior "relevo" na hierarquia. Além disso o modelo europeu permite que não se esqueça de preencher dados importantes.

 

Visite as empresas

Desloque-se aos locais a que se candidata e entregue em mão o seu currículo. Isso na área das vendas pode ser um ponto a mais a seu favor. Vá preparada para uma entrevista e até solicite falar com o responsável. Se não for possível agradeça e deixe o curriculo. Mas não leve o filhote. Tente deixá-lo com alguém ou pode correr o risco de dar uma imagem negativa e pouco profissional.

 

 

Espero assim ter ajudado um pouco. Qualquer ajuda adicional não hesite em mandar novo mail. E quando houver novidades boas também ;)

 

 

 

 

Se tiverem dúvidas relacionadas com Emprego e/ou Formação já sabe, escreva para criatividade. movimento @gmail.com

publicado por criatividade-em-movimento às 08:56

22
Jul 11

Após esta semana ter recebido um telefonema de uma amiga a pedir sugestões para ir a uma entrevista ocorreu-me que eu nem sempre me vou lembrar de tudo e que as dúvidas variam de pessoa por pessoa!

 

Por isso, agora todas as sextas-feiras haverá aqui lugar às respostas às vossas perguntas. Se têm dúvidas sobre curriculos, resposta a anúnicos, entrevistas, formação e tudo o resto relacionado com a temática deste blogue escrevam para

 

criatividade. movimento @gmail.com

 

Tentarei responder a todas as dúvidas e quando não souber, prometo que procurarei as melhores respostas em outras fontes (escritas e pessoais) para vos ajudar.

 

E podem ficar descansados que a vossa identidade será preservada.

 

Fico à espera dos vossos e-mails!

 

{#emotions_dlg.blink}

publicado por criatividade-em-movimento às 17:09

Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Novidades no E-mail

Insira o seu email aqui:

Entregue por FeedBurner

arquivos
arquivos
pesquisar
 
Siga-nos no Facebook
links
blogs SAPO